Domingo, 30 de Junho de 2013

For those of you who do not speak Portuguese, I have been posting a series of information concerning an Academic project in Environmental Engeneering. My previous post translates as follows:

 

The recent worldwide economical crisis created a rupture in the yet incipient effort to minimize the environmental impacts and to create a better life style for populations.

 

Many countries have seen ignored their positive investment on the requalification and sustainable management of the resources, and the very word "sustainability" has lost its political and economical meaning.

 

The concept of "industrial symbioses" tests the entreprises capability of creating a sinergy, and it raises an opportunity to create an innovative and efective sustainable policy.


An Industrial complex is, in its essence, an industrial island complex: like a small group of islands, an industrial complex where industrial symbioses is verified is a reunion of enterprises that work simbiotically with each other. 


How? The answer is simple: each enterprise will produce a certain residue, which can be energetic or material residue, and that same residue will then be used by another enterprise on their industrial activities.

 

These type of complexes can be found all around the world. Kalundborg eco park, in Denmark, is a case of sucess.

 

In Portugal, a group o students has come up with a net of mass and energy exchanges (residual water, heat, biomass, etc.) between several types of industries that could be interested in starting a business in Sines. Why Sines? Because of its location and geografical characteristics, as well as the existance of a fishing port, that create a large potencial for the development of a good industrial complex.

 

The sustainable charing between the entreprises will take place by the exchange or selling of the residues (depending on which is more profitable) to another enterprise, to serve as its raw material.

 

The implementation of one of these cenarios will bring some benefits to the environment (with the preservation of the yet existing resources and reduction of the environmental impact of these kind of activities), to the economy (with the cost reduction for waste management treatment) and to the society, by creating jobs and opportunities for those who seek a sustainable future in Portugal and worldwide.

 

Good idea, yes or no? It's open to discussion!

publicado por lookout às 00:14

Sábado, 29 de Junho de 2013

A propósito do post anterior, publico também as fotos do projecto base nos casos do cenário 1 e 2.

 

In relation to the previous post, I now publish the two case cenarios for the project

 

1 - http://fotos.sapo.pt/lookout/fotos/?uid=ACttS3ozOO3zVI3NV2HP

 

2 - http://fotos.sapo.pt/lookout/fotos/?uid=0aWizilj73IdRUvAdMeC

 

 

Sugestões, críticas (construtivas, claro) e outros comentários são bem vindos!

 

Feel free to comment!

publicado por lookout às 23:56


A recente crise económica verificada a nível mundial veio retirar fundos à incipiente tentativa de minorar os impactos ambientais e melhorar a qualidade de vida das populações.

 

Assim, vários países viram ignorado o esforço até então despendido na requalificação e aproveitamento dos seus recursos, e a palavra sustentabilidade foi durante algum tempo apagada do léxico político-económico.

 

O conceito de “simbiose industrial” vem por à prova a capacidade de sinergia das empresas e criar uma nova oportunidade para a criação de uma inovadora e eficaz política de sustentabilidade. Um complexo industrial é, na sua essência, um arquipélago industrial: como o conjunto de ilhas dos Açores ou da Madeira, um complexo industrial no qual se verifique simbiose industrial reúne um conjunto de empresas que funcionam em simbiose umas com as outras.

 

Como? A resposta é simples: cada empresa irá produzir um determinado resíduo, que tanto pode ser material ou energético, e esse resíduo será aproveitado por outra empresa do complexo e utilizada nas suas actividades.

 

Complexos deste tipo existem um pouco por todo o mundo, sendo um caso de sucesso o eco parque de Kalundborg, na Dinamarca.

 

Em Portugal, um grupo de estudantes elaborou uma rede de trocas de matérias e energia (agua residual, calor, biomassa etc) entre vários tipos de indústrias que poderiam ser atraídas para desenvolverem a sua actividade em Sines. Porquê Sines?  Pela sua localização e características geográficas, bem como a presença do porto, que criam um potencial muito forte para a criação de um bom complexo industrial.

 

A partilha sustentável entre empresas será efectuada por venda ou doação de resíduos, (dependendo do que traga maior beneficio) à outra empresa, para sua matéria-prima.

 

A implementação de um destes cenários trará certos benefícios: para a economia das indústrias e do país com a redução dos custos  no tratamento dos resíduos; para o ambiente com a preservação dos recursos existentes e com  diminuição do impacte ambiental que os desperdícios industriais normalmente acarreta; e para a sociedade com o melhoramento da qualidade de vida nomeadamente na criação de empregos e oportunidades para quem procura construir um futuro sustentável em Portugal e no mundo. 

 


Boa ideia, sim ou não? Lanço o debate!

publicado por lookout às 23:49

Segunda-feira, 15 de Abril de 2013

Para uma opinião fundamentada e coerente sobre certos assuntos (principalmente aqueles de interesse global), é importate estar informado sobre tudo o que a estes diz respeito.

 

É neste sentido que convido todos a visitar o link  abaixo, que vem possibilitar uma outra visão sobre a acção simbolista que pretende ser a Hora do Planeta. 

 

http://www.slate.com/articles/health_and_science/project_syndicate/2013/03/earth_hour_is_all_wrong_we_need_more_electricity_not_less.html

 

Um obrigado à "Malta de Ambiente" pela divulgação do artigo. 

publicado por lookout às 12:12

Sábado, 09 de Março de 2013

Vejam:

 

http://earthhour.org/external_modules/splash/desktop.php?destination=node

 

Faltam 13 dias, 23 horas, 31 minutos e 26 segundos para a próxima hora do planeta.

 

É portanto tempo de começar a divulgar, incentivar, e alertar para este projecto simbólico a decorrer no dia 23 Março de 2013.

 

Mas atenção: o desligar das luzes na Hora da Terra é apenas a amostra daquilo que se pode fazer para poupar energia e minimizar os impactos ambientais do desperdício energético.

 

Comprar tomadas múltiplas com interruptor, evitar deixar os aparelhos em standby, não abusar das luzes durante o dia (O Sol é a melhor iluminação que existe) e utilizar ao máximo as lâmpadas economizadoras (embora haja quem se revolte contra o temp que demoram a "acender", estas são sem dúvida as mais eficientes e termos ecológicos e energéticos) são apenas algumas dicas para poupar energia e contribuir para o bem estar do planeta.

publicado por lookout às 20:57

Quarta-feira, 13 de Fevereiro de 2013

Iniciou-se hoje uma nova edição das Jornadas de Engenharia de Ambiente, a decorrer de 13 de Fevereiro a 15 de Fevereiro no centro de Congressos do IST.

 

Para mais informações:

 

 

http://www.facebook.com/JEAMB2013?fref=ts

publicado por lookout às 19:43

Sexta-feira, 21 de Setembro de 2012

Esta música de Luís Gonzaga merece ser aqui publicada pela sua simplicidade, verdade e infeliz actualidade. O autor morreu em 1989, e portanto é fácil verificar como a preocupação e a realidade Ambiental são algo antigo.

 

http://letras.mus.br/luiz-gonzaga/295406/

publicado por lookout às 22:18
música: Luis Gonzaga

Sábado, 26 de Maio de 2012

Para quem tiver curiosidade de seguir o projecto, fica também a descrição e o link para o site oficial:

 

"O projecto Midway é uma poderosa viagem visual ao coração de uma tragédia Ambiental poderosamente simbólica. Numa das mais remotas ilhas do nosso planeta, dizenas de milhares de albatrozes jazem mortos no chão, os seus corpos entupidos de plásticos oriundos do "Pacific Garbage Patch".

 

"The MIDWAY media project is a powerful visual journey into the heart of an astonishingly symbolic environmental tragedy. On one of the remotest islands on our planet, tens of thousands of baby albatrosses lie dead on the ground, their bodies filled with plastic from the Pacific Garbage Patch"

 

http://www.midwayjourney.com/

publicado por lookout às 11:08


O vídeo abaixo faz parte do projecto Midway, que visa retratar em tempo real as consequências da Tragédia Ambiental que toma lugar na Ilha de Midway, um paraíso de albatrozes em pleno Pacífico. 

 

As imagens são chocantes e a realidade avassaladora.

 

O lixo trazido em largas vagas pelo Oceano está a poluir a Ilha e a votar os albatrozes a uma morte terrivelmente dolorosa. Juvenis e adultos agonizam, sufocados pelos resíduos plásticos que ingeriram.

 

Um registo que revolta, agita e sobretudo reforça a ideia defendida por todos aqueles que se preocupam com a realidade:

 

O ser humano, em toda a sua grandeza de poder, está a cometer sobre o planeta um barbárico acto de assassínio.

 

http://www.midwayfilm.com/ 

 

 

publicado por lookout às 10:39

Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2012

 

http://www.youtube.com/watch?v=22cJ35O1ij0&feature=related

 

Uma música dos anos 70 que, dirigindo-se "às crianças" lhes mostra o Jardim que foi a Terra,  habitada e preservada pelos seus avós e, antes deles, pelos seus bisavós e agora dominada pelo betão e pelo asfalto.

 

(Replantar o Jardim não conseguiremos, salvemos então o que dele resta)

 

 

publicado por lookout às 20:11
música: "Il y avait un Jardin" -Georges Moustaki


mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28



Últ. comentários
Interessante
Achei a ideia muito interessante, seria um grande ...
Gostei muito da ideia, acho que seria uma óptima f...
A ideia é óptima!! Mas na prática, como aplicá-la?...
Muito Obrigado Vera! :) Ainda bem que gostaste!Se ...
gostei muito Maria :) beijinhos
Hay,Muito Obrigado pelo teu comentário!É de facto ...
li numa revista que havia uma aldeia em africa que...
Muito Obrigado eu, João, pelo teu comentário! :)
Obrigado pela divulgação!! Sempre que tiver mais c...
subscrever feeds