Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

http://www.youtube.com/watch?v=22cJ35O1ij0&feature=related

 

Uma música dos anos 70 que, dirigindo-se "às crianças" lhes mostra o Jardim que foi a Terra,  habitada e preservada pelos seus avós e, antes deles, pelos seus bisavós e agora dominada pelo betão e pelo asfalto.

 

(Replantar o Jardim não conseguiremos, salvemos então o que dele resta)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Muitos são contra este vídeo porque o consideram "simplista" e "faccioso".

 

Ainda assim, divulgo, pois acredito que o realizador não retirou estes números e factos da sua imaginação.

 

http://green.tv/videos/think-about-your-laptop/

Autoria e outros dados (tags, etc)

...as entidades governamentais decidiram novamente pela Economia em detrimento do Ambiente, da Natureza e da Cultura. A produção de cerca 1% do consumo de energia eléctrica justifica a destruição do que foi considerado Património da Humanidade, porquanto é não só uma das mais belas paisagens de Portugal, como constitui uma àrea de enorme riqueza cultural e natural.

 

Os dois textos abaixo espelham bem o que considero ser um crime não só Ambiental como Cultural e até Económico, pois conduzirá ao colapso da Economia Turística na zona de Trás-os-Montes.

 

"Desde a década de oitenta, a região de Trás-os-Montes tem sido espoliada dos seus facilitadores económicos, entre os quais o caminho-de-ferro, fruto das políticas adoptadas que acabaram por ditar a diminuição da actividade económica, ficando condenada a uma morte lenta...
Fruto do abandono gradual da região, a mesma vê-se, presentemente, esvaziada de gente e com uma actividade económica moribunda, em que apenas a agricultura e o turismo ainda têm alguma expressão, estando à vista a sua extinção, por via da transformação do IP4 numa auto-estrada com custos para o utilizador, descontextualizada da realidade actual da economia de Trás-os-Montes, uma vez que as poucas empresas existentes já não têm capacidade de criação de valor suficiente para incorporar os custos associados às portagens, além de que estas representam uma barreira às viagens de turismo.
Não obstante ser este um cenário já por si bastante recessivo, o risco de ser retirado ao Douro vinhateiro o desígnio de Património da Humanidade, por via da construção da barragem do Tua, fará com que Trás-os-Montes se confronte com uma situação ainda mais difícil, porquanto a criação de valor associada à mesma será inferior àquela que adviria da exploração turística integrada do vale do rio Tua com o caminho-de-ferro que o percorre, cenário que nunca foi avaliado no Estudo de Impacte Ambiental e que se enquadra no touring cultural e paisagísticoe touring da natureza, eixos prioritários na aposta turística portuguesa.

Considerando os impactos e externalidades económicas negativas e irreversíveis, decorrentes da construção da barragem e do consequente risco de o Vale do Douro deixar de ser Património da Humanidade, das perdas que isso representará para a já débil economia local e a destruição definitiva e irreparável do Vale do Tua, os custos associados à suspensão imediata da mesma serão bem inferiores. (...)"

 

Mais em: http://regioes.blogspot.com/2012/02/o-futuro-do-vale-do-tua.html

 

"O Vale do Tua faz parte do Alto Douro Vinhateiro – Património Mundial da Humanidade que celebrou o 10° aniversário da classificação atribuída pela Unesco em Dezembro passado – e vê-se agora em risco de ser completamente destruído. Temos de agir. Temos de nos unir para preservar um Património que é nosso.

A construção da Barragem em Foz-Tua faz parte do Plano Nacional de Barragens, um plano energético concebido pelo Governo deposto que promulgou a construção de 10 Barragens de Elevado Potencial Hidroeléctrico no país. Muitas das organizações da sociedade civil insurgiu-se contra este plano, que dá forma ao maior atentado ambiental a acontecer em Portugal. Apesar de todo o esforço feito por estas organizações, os interesses económicos que estão por detrás das construções das barragens têm ultrapassado todos os entraves colocados.
"

 

Mais em: http://www.facebook.com/events/175654479212010/

 

ATENÇÃO: NO LINK ACIMA TAMBÉM SE PODEM INSCREVER NO EVENTO "ACTUA PELO TUA", UM ACAMPAMENTO DE PROTESTO NO VALE DO TUA A DECORRER DE 10 A 18 MARÇO.

 

Um obrigado cordial ao blog Regiões, de onde tirei o primeiro link e ao Fórum das Gerações (Facebook), onde encontrei o segundo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Diversidade na Mata do Buçaco

por lookout, em 19.02.12

 

A título informativo, deixo aqui o que considero ser uma boa notícia no que toca ao crescimento da Biodiversidade (em Portugal):

 

http://www.destakes.com/redir/4b9275611808908448864478fd9522bb

 

A Mata do Buçaco está inserida num dos 25 "hotspots" de Biodiversidade do mundo, contando com inúmeras espécies de fauna e flora, um verdadeiro "oásis de Biodiversidade".

 

Milene de Matos, autora do estudo noticiado acima (ver link), acredita que a intensificação da agricultura e sivicultura poderão "pôr em risco a presevação da Biodiversidade".

Autoria e outros dados (tags, etc)


Maré Negra do Costa Concordia

por lookout, em 17.02.12

Notícia Ambiental do dia:

 

"A guarda-costeira italiana pediu ajuda a Portugal para controlar uma possível maré negra provocada pelo Costa Concordia. As autoridades receiam a operação de retirada do combustível do paquete e precisam da ajuda de um modelo matemático desenvolvido em Faro que permite prever o percurso de uma eventual mancha de crude" (RTP)

 

Prova de como um acto singular pode mudar todo um equilibrio em questão de minutos.

 

 

Para ler mais:

 

http://pt.euronews.net/2012/01/22/evitar-a-catastrofe-ecologica/

 

http://pt.euronews.net/2012/02/13/combustivel-comeca-a-ser-removido-um-mes-depois-do-naufragio-do-costa-concordia/

 

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=528256&tm=7&layout=122&visual=61

Autoria e outros dados (tags, etc)


Earth Hour 2012

por lookout, em 16.02.12

A 31 de Março de 2012, pelas 20H30 será iniciada mais uma edição da Earth Hour, uma hora simbólica de solidariedade para com o planeta.

 

http://www.worldwildlife.org/sites/earthhour/index.html?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=eh#21612

 

Aproveitando a deixa, fica o apelo: tentar poupar energia também ao longo do ano, evitando deixar computadores, televisores, aparelhagens, boxes em standby quando não estão a ser utilizados, apagando as luzes das divisões abandonadas, maximizando a utilização dos fornos e placas eléctricas...em resumo, evitar o desperdício.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A "ThinkProgress Green" elaborou um "Curriculum de Aquecimento Global" que pretende apresentar a controvérsia das Alterações Climáticas às crianças do ensino elementar. 

 

Os percursores do projecto afirmam que a abordagem escolar do tema é tendencial, não facultando todas as teorias e incutindo nos alunos a noção de que o ser humano é o único responsável pelo Aquecimento Global. A iniciativa tenciona mudar o método de ensino, proporcionando aos alunos a hipótese de aceder a diversas teorias e estatísticas e incutindo-lhes espírito critico.

 

Se for olhada apenas deste ponto de vista, parece uma iniciativa coerente, tendo em conta a polémica actual em torno das verdadeiras causas do Aquecimento Global.

 

Mas os argumentos continuam, apontando a falta de conhecimento e formação científica específica de quem lecciona, insinuando que toda a teoria poderá não passar de uma farsa.

 

Aqui, começa a incoerência: porque o facto é que quem lidera este projecto também não possui qualquer formação científica em Ciências Climáticas. Está empregado como consultor na indústria do Carvão.

 

Apelando ao espírito crítico, proponho ler todo o artigo:

 

http://thinkprogress.org/green/2012/02/14/425354/internal-documents-climate-denier-heartland-institute-plans-global-warming-curriculum-for-k-12-schools/?mobile=nc

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Energia Eólica

por lookout, em 14.02.12

Relativamente ao post anterior, um pouco de cultura, História e estatística!

 

Nem sempre se esteve na "mó de baixo"!

 

http://energiasalternativas.webnode.com.pt/energias-renovaveis/energia-eolica/

Autoria e outros dados (tags, etc)


China lidera o mundo na Energia Eólica

por lookout, em 14.02.12

Um artigo muito esclarecedor. Segundo as estatísticas, Portugal não está entre os 10 países com maior capacidade eólica instalada em 2011.

 

http://naturlink.sapo.pt/Noticias/Noticias/content/China-lidera-o-mundo-na-energia-eolica?bl=1

 

Talvez esta fosse uma medida eficaz para melhorar a Economia do país!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


...

por lookout, em 07.02.12

É nos dias de mais vento que consigo realmente conceber como a cidade é porca!

 

Ao passear pela rua, tenho medo de apanhar de repente com um saco plástico em cheio na cara, de inalar algum pedaço de vidro de garrafa ou de tragar algum resto de papel que tenha sido despejado no passeio.

 

O varredor de ruas não varre as folhas, varre o lixo. Forma autênticas lixeiras temporárias. Sacos, papeis, embalagens, entulho, tudo...à excepção de folhas.

 

E o vento sopra e cria remoinhos de porcaria por baixo e na frente dos meus pés.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D