Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Sines Industrial Complex

por lookout, em 30.06.13

For those of you who do not speak Portuguese, I have been posting a series of information concerning an Academic project in Environmental Engeneering. My previous post translates as follows:

 

The recent worldwide economical crisis created a rupture in the yet incipient effort to minimize the environmental impacts and to create a better life style for populations.

 

Many countries have seen ignored their positive investment on the requalification and sustainable management of the resources, and the very word "sustainability" has lost its political and economical meaning.

 

The concept of "industrial symbioses" tests the entreprises capability of creating a sinergy, and it raises an opportunity to create an innovative and efective sustainable policy.


An Industrial complex is, in its essence, an industrial island complex: like a small group of islands, an industrial complex where industrial symbioses is verified is a reunion of enterprises that work simbiotically with each other. 


How? The answer is simple: each enterprise will produce a certain residue, which can be energetic or material residue, and that same residue will then be used by another enterprise on their industrial activities.

 

These type of complexes can be found all around the world. Kalundborg eco park, in Denmark, is a case of sucess.

 

In Portugal, a group o students has come up with a net of mass and energy exchanges (residual water, heat, biomass, etc.) between several types of industries that could be interested in starting a business in Sines. Why Sines? Because of its location and geografical characteristics, as well as the existance of a fishing port, that create a large potencial for the development of a good industrial complex.

 

The sustainable charing between the entreprises will take place by the exchange or selling of the residues (depending on which is more profitable) to another enterprise, to serve as its raw material.

 

The implementation of one of these cenarios will bring some benefits to the environment (with the preservation of the yet existing resources and reduction of the environmental impact of these kind of activities), to the economy (with the cost reduction for waste management treatment) and to the society, by creating jobs and opportunities for those who seek a sustainable future in Portugal and worldwide.

 

Good idea, yes or no? It's open to discussion!

Autoria e outros dados (tags, etc)

A propósito do post anterior, publico também as fotos do projecto base nos casos do cenário 1 e 2.

 

In relation to the previous post, I now publish the two case cenarios for the project

 

1 - http://fotos.sapo.pt/lookout/fotos/?uid=ACttS3ozOO3zVI3NV2HP

 

2 - http://fotos.sapo.pt/lookout/fotos/?uid=0aWizilj73IdRUvAdMeC

 

 

Sugestões, críticas (construtivas, claro) e outros comentários são bem vindos!

 

Feel free to comment!

Autoria e outros dados (tags, etc)

A recente crise económica verificada a nível mundial veio retirar fundos à incipiente tentativa de minorar os impactos ambientais e melhorar a qualidade de vida das populações.

 

Assim, vários países viram ignorado o esforço até então despendido na requalificação e aproveitamento dos seus recursos, e a palavra sustentabilidade foi durante algum tempo apagada do léxico político-económico.

 

O conceito de “simbiose industrial” vem por à prova a capacidade de sinergia das empresas e criar uma nova oportunidade para a criação de uma inovadora e eficaz política de sustentabilidade. Um complexo industrial é, na sua essência, um arquipélago industrial: como o conjunto de ilhas dos Açores ou da Madeira, um complexo industrial no qual se verifique simbiose industrial reúne um conjunto de empresas que funcionam em simbiose umas com as outras.

 

Como? A resposta é simples: cada empresa irá produzir um determinado resíduo, que tanto pode ser material ou energético, e esse resíduo será aproveitado por outra empresa do complexo e utilizada nas suas actividades.

 

Complexos deste tipo existem um pouco por todo o mundo, sendo um caso de sucesso o eco parque de Kalundborg, na Dinamarca.

 

Em Portugal, um grupo de estudantes elaborou uma rede de trocas de matérias e energia (agua residual, calor, biomassa etc) entre vários tipos de indústrias que poderiam ser atraídas para desenvolverem a sua actividade em Sines. Porquê Sines?  Pela sua localização e características geográficas, bem como a presença do porto, que criam um potencial muito forte para a criação de um bom complexo industrial.

 

A partilha sustentável entre empresas será efectuada por venda ou doação de resíduos, (dependendo do que traga maior beneficio) à outra empresa, para sua matéria-prima.

 

A implementação de um destes cenários trará certos benefícios: para a economia das indústrias e do país com a redução dos custos  no tratamento dos resíduos; para o ambiente com a preservação dos recursos existentes e com  diminuição do impacte ambiental que os desperdícios industriais normalmente acarreta; e para a sociedade com o melhoramento da qualidade de vida nomeadamente na criação de empregos e oportunidades para quem procura construir um futuro sustentável em Portugal e no mundo. 

 


Boa ideia, sim ou não? Lanço o debate!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D